Boa semana #130 – Nem tudo o que parece é!

Boa semana #130 – Nem tudo o que parece é!

Na sociedade sempre houve uma certa tendência para viver de aparências, principalmente em determinadas classes sociais, mas penso que nos nossos dias isso se intensificou bastante com o surgimento das redes sociais. E viver de aparências e acreditar nas aparências do vizinho pode ser a raiz de uma grande infelicidade!

Como se costuma dizer as aparências iludem e é sem duvida uma grande verdade! Nas redes sociais vemos pequenos instantes gravados numa foto ou num vídeo de vinte e quatro horas de uma pessoa. Não vemos as vinte e quatro horas, normalmente esse instante é algo bom, algo positivo, mas pode não ser. E se for algo negativo não podemos julgar a pessoa por esse instante, assim como se for algo positivo não podemos fazer comparações com a nossa vida!




Ninguém gosta de recordar os maus momentos, as fraquezas, por isso, normalmente essa parte fica guardada, não se mostra. Nas redes sociais tudo parece perfeito, mas mesmo antes das redes sociais as pessoas sempre tiveram a tendência de viver de aparências. De mostrar apenas a parte boa da sua existência.

A verdade é que as pessoas só mostram aquilo que querem, como dizem os populares o que vai dentro de quatro paredes ninguém sabe. Então não vale a pena estar a fazer comparações entre a nossa vida e aquilo que se conhece da vida dos outros porque simplesmente nunca se conhece tudo!

E muitas vezes isso vai bem mais longe, levando as pessoas a mostrar aquilo que não é verdade, a viveram muito acima das suas possibilidades apenas para mostrar aos outros. Não há nada de errado em partilhar apenas bons momentos, coisas boas, mas quando se passa a mostrar uma vida que não é real, sem dúvida que mais tarde vai causar sofrimento.

Todas as pessoas têm maus momentos, todos têm problemas mais ou menos graves, toda a gente tem direito a ter um dia mau ou a tomar uma má decisão, afinal quem nunca o fez. E todos têm direito a não querer partilhar as fraquezas, os maus momentos. E por isso mesmo não podemos avaliar a nossa vida com base naquilo que conhecemos da vida de alguém que admiramos, porque isso só nos vai fazer sentir mal e pior, vai levar à desvalorização de todas as coisas boas que existem na nossa vida.

Por vezes só nos damos conta das coisas quando descobrimos algo dessa pessoa que admiramos tanto que afinal não é assim tão perfeita! Mas não é preciso chegar a esse ponto, não vale a pena comparar a nossa vida com apenas instantes da vida de outra pessoa! Sempre que se sentirem tentadas a fazer essa comparação lembrem-se que são apenas instantes e que não se pode comparar vinte e quatro horas com instantes!




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *