Boa semana #97 – Porque ter serenidade para aceitar o que não podemos mudar é importante?

Este título faz lembrar o que se vê nos filmes nas reuniões de alcoólicos anónimos, mas a verdade é que é uma regra que se pode aplicar a cada um de nós.

Como já devem ter percebido eu penso que cada um de nós tem o poder de controlar as nossas vidas e de operar todas as mudanças que acharmos necessárias e que quisermos, se temos a determinação necessária para alcançar essas mudanças já é outra conversa, então porque precisamos de ter serenidade para aceitar o que não pudemos mudar?

//

A resposta é muito simples, podemos ter total controle sobre a nossa pessoa e sobre as nossas vidas mas não temos controle em relação às outras pessoas nem às suas vidas, claro que podemos escolher de quem nos rodeia, mas às vezes é mesmo preciso aceitar!

Não é de todo uma tarefa fácil, mas se constituindo ter a serenidade para aceitar certas coisas a nossa vida pode ficar muito mais facilitada e deixamos de nós angustiar com situações que não podemos mudar. Claro que para além da serenidade para aceitar é preciso ter também a capacidade de perceber o que não está nas nossas mãos para ser mudado.

Então nós mulheres temos uma tendência enorme para querer mudar tudo e mais alguma coisa, por isso ter serenidade para aceitar o que não se pode mudar pode ser uma importante qualidade a ser adquirida e trabalhada porque as coisas não acontecem de um dia para o outro.

Há coisas que dependem de nós para ser mudadas e que estão nas nossas mãos, como o nosso trabalho, como gerimos o nosso tempo, as pessoas de quem nos rodeamos, aspetos da nossa personalidade… Mas depois não podemos mudar os outros, por vezes é preciso saber aceitar as pequenas coisas que não gostamos no nosso companheiro, desde que isso não nos afete psicológica ou fisicamente, ou até mesmo nos nossos filhos, temos que saber aceitar as suas personalidades e sonhos. Ou até amigos de quem gostamos muito e vemos por vezes a desperdiçar a vida, mas temos que ter a serenidade para aceitar que essa pessoa está a fazer o seu caminho tal como o nosso. 

Ou serenidade para aceitar coisas triviais do dia-a-dia, como por exemplo, o mau tempo que nos estragou algum plano, o comboio que se atrasou e nos vai atrasar… aquelas pequenas coisas que nos vezes nos deixam os nervos em franja mas sobre as quais não temos qualquer poder, é nessas situações que precisamos trabalhar a nossa serenidade e a nossa capacidade de aceitação daquilo que foge do nosso controle. e pode ser tão fácil como concentrar nas coisas boas e positivas e não permitir que a irritação e ansiedade cresçam dentro de nós transformando-se em raiva e atraindo energias negativas para o nosso dia. temos que ser capazes de conscientemente dominar os sentimentos menos bons que surgem nestas situações e isso só o conseguimos fazer com treino sempre que essas situações surgem. com o tempo tudo se torna mais fácil e acabamos por conseguir conquistar essa serenidade que tão importante é para o nosso bem estar.

E tal como São Francisco de Assis dizia a sabedoria está mesmo em saber a diferença entre o que podemos mudar e o que precisamos de aceitar: “Senhor, dai-me forças para mudar o que pode ser mudado. Serenidade para aceitar o que não pode ser mudado e Sabedoria para saber a diferença entre elas”

milagre gravidez

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *