Boa semana #112 – A nossa passagem por França! (2ªparte)

No dia 12 o almoço foi no restaurante e já éramos muitos! Juntou-se o máximo de família que se conseguiu para um dia de semana à hora de almoço! Eu lá consegui comer uma salada, isto de comer fora de casa sem poder comer trigo mais uma série de outras coisas, é mesmo um grande desafio! E os miúdos enquanto esperavam lá se entretiveram a fazer desenhos nas costas dos papéis individuais, o que ainda deixou a minha cunhada surpreendida quando eu tirei uns lápis de cor e um adiantamento de dentro da mala, ficou a perguntar o que é que eu não trazia lá dentro!!!




Depois de almoço o passeio foi até Albi, ao contrário de Gaillac já se percebe bem que é uma localidade maior, está mais cuidada, o que permite atrair mais turismo, uma vez que também tem alguns momentos de bela arquitetura que vale a pena visitar. O grande ponto de interesse em Albi é a Catedral que tem também um lindo jardim, com uma vista fabulosa! O jardim dá pelo nome de Jardins du palais de la berbie.

A caminho da Catedral encontramos um monumento que parece ser uma homenagem relacionada com a segunda guerra mundial mas não conseguimos perceber ao certo o que era.

Tem também alguns museus mas nós não tivemos oportunidade de os ir ver, a bem da verdade os miúdos também não são muito dados a museus! Nós somos mesmo mais de jardins e de sítios onde se possa correr, fazer barulho, ter contacto com a natureza e com a história!

Demos ainda um passeio pelas ruas da cidade e comemos granizados que fizeram as línguas mudar de cor, o que claro divertiu imenso os miúdos! Bem como uma zona que tinha uns jatos de agua a sair do chão, daquelas coisas simples que é diversão garantida!

No nosso último dia por lá, os bisavós dos miúdos também fizeram questão que o almoço fosse no restaurante, apesar de já não ser com tanta família. a verdade é que é algo que eles gostam bastante, reunir a família e leva-los a comer fora. e a bisavó sempre preocupada com o que eu podia ou não comer por causa das minha alergias. Também têm um bisneto, o da idade do L, que sofre de alergias alimentares também graves, isso permite-lhes estarem também mais conscientes da gravidade do problema.

A viagem acabou por ser ótima para fazer dieta! É que com alergia grave ao trigo que é colocado em quase tudo comer fora de casa é um grande desafio! Sempre com a minha injeção de epinefrina atrás claro, para o caso de ingestão acidental, nunca se sabe…

Na nossa última tarde por lá, no dia 13, fomos visitar Cordes-sur-siel, uma localidade antiga, também muito bonita, com construções de uma bela arquitetura. Uma vista deslumbrante quando lá chegamos acima, uma vez que a localidade foi construida na subida de uma colina.

França

Neste dia a T estava também particularmente irrequieta então teve que andar mais uma vez com a sua mochila especial! Em Albi acabamos por nos arrepender de não lha colocar, então desta vez já nem arriscamos!

A visita a Cordes também não foi muito longa e de certeza que em todas estas localidades havia muito mais para podermos explorar! Mas à noite tivemos um jantar com a reunião de outros elementos da família. Uma tia-avó dos miúdos, os seus filhos e respetivos companheiros,os bisavós claros, mais uma série de primos! Uma mesa bem grande cheia de gente que já não se via há muito tempo, mais os que nunca se tinham visto!

Acho que é o normal acontece no caso dos emigrantes que acabam por não regressar a Portugal, a família acaba por ganhar lá raízes e os filhos nem sequer cá vêm durante longos períodos de tempo.

E com um serão em família terminou a nossa rápida passagem por França, no dia a seguir foi levantar e seguir viagem rumo a Portugal!

 

 

 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *